ilustrações feitas por crianças entre os 2 e 5 anos.

As férias são o tempo, por excelência, do descanso e de muita brincadeira para os mais pequenos. Brincar é um exercício fundamental em que as crianças começam por desenvolver as suas capacidades criativas e cognitivas de uma forma saudável.
Mesmo nós, os adultos, devíamos manter um espaço na nossa agenda para esse exercício: o simples acto de brincar!

Numa sociedade que quase não permite erros, poder explorar os sentidos e a criatividade, testar, errar, criar, voltar a errar e olhar para as coisas de diferentes prismas é uma mais-valia para toda as crianças.O contacto com as artes desde cedo, ajuda os mais pequenos no seu desenvolvimento social, psicológico, cognitivo e emocional.  

As artes têm a capacidade de transformar crianças em adultos mais felizes, mais criativos, mais versáteis, mais observadores, com  uma maior capacidade de análise, com mais auto-estima, maior flexibilidade mental e maior capacidade para resolver problemas.

Pessoas criativas encontram várias soluções para um mesmo problema, são inovadoras e adaptam-se com facilidade a vários cenários, pois estão “treinadas” para verem as coisas de diversas formas.

Contando um pouco da minha história  eu comecei a desenhar muito cedo, a fazer uns rabiscos num papel. Para mim, mais do que pintar os livros infantis, era desafiante observar os desenhos e tentar reproduzi-los.
Alguns anos mais tarde, com uns 6 ou 7 anos, comecei a fazer sempre o mesmo desenho: dois ratinhos num palco. Neste meu desenho repetido, mudava apenas a vestimenta. Ela era uma princesa. Ele… não me lembro!

Aos poucos, fui percebendo que o que eu mais gostava era de desenhar roupas diferentes nestes meus “modelos”. Então, ia fazendo vários desenhos de roupa, que tentava reproduzir através de revistas de moda. Além da roupa, o desenho do corpo humano era também um desafio para mim, passando horas a “copiar” as modelos das revistas de moda.

E assim, de teste em teste, de roupa em roupa, foi ganhando forma esta minha paixão pelo desenho, mas sempre com muita vergonha. Só bem mais tarde – aos 34 anos – tive coragem de começar a expor os meus desenhos e ilustrações que iam nascendo da minha paixão por um bom lápis de carvão e pelas aguarelas.

Hoje consigo perceber que esta paixão ajuda-me a ser mais expressiva, a comunicar de forma mais aberta e a encontrar soluções mais facilmente e a pensar mais “fora da caixa”.

Com isto, acredito que as crianças deveriam poder  ter contacto com a arte, nas suas mais diversas formas, pois irá ajudá-las no seu crescimento e na forma de construírem a sua realidade.

Já que estamos em época de férias da Páscoa, gostava de vos deixar algumas sugestões de actividades para que os mais pequenos possam explorar a sua criatividade:

Atelier de São Bento e Atelier de Almada (em Lisboa e Almada):
https://www.facebook.com/atelier.bento/photos/rpp.1666438913585750/2101540563408914/?type=3&theater

Museu do Oriente (Lisboa):
http://www.museudooriente.pt/3155/ferias-de-carnaval-e-da-pascoa-.htm#.WrDmwZPFLBI

Nextart (Lisboa):
https://nextart.pt/criancassobre-espaco-azul/

Serralves (Porto):
https://www.serralves.pt/pt/actividades/ferias-da-pascoa-em-serralves-2018/?menu=350#tabs1-html

Vamos brincar?