Maria Carvão®

Faz hoje 8 anos que nasceu a marca Maria Carvão®. Estamos de parabéns!

Não foi fácil “encontrar” esta Maria…! Queria um nome 100% português, que falasse da minha paixão pela ilustração porque, no fundo – apesar de, a ideia inicial ser criar uma marca de artesanato – é onde se baseia todo o meu projecto: no ilustrar, no dar forma às coisas que vejo, que sinto e que quero transmitir a quem me segue. E assim nasceu a Maria (nome 100% português) + Carvão (lápis de carvão, por onde tudo começou e começa todos os dias).

Nem tudo são rosas para quem quer iniciar um projecto próprio. As dúvidas são muitas:
– E se as pessoas não gostarem do meu trabalho?
– Será que estou a ir pelo caminho certo?
– Será que este projecto terá interesse?
– Será que vou conseguir viver apenas deste meu sonho?
– E se não der certo…?

No entanto, são todas estas dúvidas que me fazem crescer, todos os dias! É nas tentativas e erros, nas experiências, no voltar a fazer, no testar, que tudo vai acontecendo. Umas vezes melhor, outras vezes pior. Mas… a vida é mesmo assim, não é?

Logo no início, entre 2011 e  2013, algumas questões profissionais afastaram-me da Maria Carvão®. E voltaram (ou melhor, continuaram!) as dúvidas. Se calhar, era a vida a dizer-me que não era bem por ali o caminho. Que havia outras coisas coisas à minha espera. Coisas melhores, até! Quem sabe?

Naqueles dois anos, o bichinho continuou embora meio “adormecido”.

Em 2014, voltei a centrar-me na Maria Carvão®. Nessa altura, tirei da gaveta as minhas primeiras ilustrações, que sempre existiram mas que Eu tinha algum receio de mostrar ao mundo. Sempre foi algo muito pessoal, centrado na forma como via o mundo e naquilo que eu sentia. Tinha muito receio que não fosse bem aceite, que as pessoas não entendessem a mensagem, não gostassem (o meu traço não era “perfeito”). Mas, para minha grande surpresa, estas ilustrações que, pela primeira vez, viram “a luz do dia”, foram muito bem aceites!
O “mundo” entendia e aceitava a forma de como o meu traço se desenrolava em pequenas histórias, momentos ou pessoas.

Nessa altura, decidi dedicar-me apenas a isso: à ilustração. Desde criança, sempre foi o que eu mais gostei de fazer. É o que me faz sentir viva, que me enche de alegria e me inspira a ser cada vez melhor como ilustradora e pessoa.

Nestes 8 anos, aprendi muitas coisas (e continuo a aprender, todos os dias), experimentei, acertei e errei. Uns dias mais inspirada e motivada, outros nem por isso…

Esta não é uma história perfeita, em que tudo deu certo à primeira, mas é a minha, e tenho um grande orgulho dela.

Agora, vou ali apagar uma velinha 🙂

Maria Carvão®